Síndrome de abstinência

Houve um tempo em que o computador da sala aqui de casa, que sabidamente pertence à Camila, foi usado por mim para fins de envio de currículo para N empresas e outros fins estritamente profissionais. Tudo plenamente pedido por mim e autorizado expressamente, claro.

Bem, mas aí Paloma chegou aqui em casa e, sem medo de ser feliz, adonou-se do computador. Como eu já tinha meu notes, “obrei” para o fato. O problema é que, enquanto eu trabalhava fora e mesmo hoje, quando trabalho estritamente em casa, o usucapião do computador é permanente.

Além disso, Paloma, desde que ingressou nessa casa, pouco ou nada se empenhou a procura de um emprego formal ao que eu, e principalmente Camila, passamos a praticamente sustentá-la. Nisso Camila pagava as despesas e eu bancava a comida da nossa colega. Tudo por humanidade. Mas tudo contado para cobrar depois, afinal, nem eu nem Camila temos filhos com idade tão faceira.

Daí que, conversando com Camila, pensamos primeiro numa solução que nos fizesse tirar um sarro da Paloma e, assim, pusemos uma senha no computador. E um dia, acho que era o amanhecer de um sábado, Paloma chegou da noite e foi direto ligar o pobre computador e fuçar nessa praga chamada Orkut.

Quando ela percebeu que ali havia uma senha, interpelou a Camila, já acordada, sobre o assunto. Camila disse que eu tinha criado a senha, mas que ela não me acordasse. Paloma, como é de seu feitio ansioso e doente, quase derrubou a porta. Eu não disse a senha.

Até que Paloma leu a frase/pergunta que remetia à senha. A oração era: “Em que Paloma se transforma quando bebe”? Resposta: exu caveira. Fala que repetíamos uma série de vezes para ela mesma. Bastava que ela fosse inteligente.

Mas a estupidez imperou e ela continuou surrando a porta e eu me fazendo de salame. Camila distribuía generosas risadas, o que deixava a Paloma ainda mais irritada. A crise durou uns 30 minutos, quando, fula da vida, Paloma saiu batendo porta e foi parar numa lan house.

Esse é só o primeiro round. Afinal, outras crises viriam.

Anderson Passos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s