Dez discos

A notícia saiu hoje (2/9) em O Globo e dá conta da façanha do baiano Luiz Caldas, um dos expoentes da axé music – vide o hit Tieta do Agreste – que está lançando simultaneamente no My Space nada mais do que 130 músicas divididas em dez discos segmentados. Evidente que o ritmo baiano está contemplado ali. Mas o surpreendente é que o sujeito guinou por praias onde, até então, até o mais incauto mortal duvidaria que ele pudesse aportar.

O cabeludo migrou não só para o heavy metal, como também produziu trilhas instrumentais, de samba, forró e até ritmos tribais. “É minha homenagem aos povos indígenas”, declarou o músico a O Globo.

Outra frase do gajo encaracolado. “Vou fazer 50 anos, não tenho essa frescura de ir atrás de 15 minutos de fama. Mas eu adoro esse tipo de susto que meu nome causa. Toquei axé no (programa do) Silvio Santos com uma camisa do (grupo de thrash metal) Kreator, os metaleiros não entenderam nada.

É, parece que chegamos num tempo cantado em verso e prosa pelo grande Silvio Brito. “Tá todo mundo louco, oba”.

Donde a pergunta mais periclitante é: o que será que os novos baianos (do Axé, registre-se) Beto Barbosa, Beto Jamaica e Cumpadre Washington darão em resposta à criatividade do autor de Tieta, Tieta, Tieta? Aguardemos as cenas dos próximos capítulos dessa instigante novela.

Anderson Passos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s