Malabares

Como sabem, em São Paulo, o único jeito de sair do lugar quando não se tem um carro ou uma moto – isso quando o trânsito deixa – é apanhar um ônibus.

Mas vamos ao título: não apenas em São Paulo, como em muitas cidades brasileiras, em meio ao trânsito o que se vê são aqueles malabares que, sem picadeiro para mostrar suas habilidades, se confundem com carros, motos, ônibus e o asfalto.

O que São Paulo traz de diferente nesse aspecto é que, se o sujeito estiver atento, vai perceber que os malabares também estão no interior dos coletivos, sejam eles trens, metrô ou ônibus mesmo.

Exemplo clássico: outro dia eu estava num ônibus que trafegava pela Avenida Paulista quando flagrei uma moça pendurada no corredor. O incrível é que numa mão ela trazia um livro e na outra um cachorro quente que, vez em quando, era vítima de dentadas de fera. Além das duas mãos ocupadas, carregava ainda o que parecia ser uma pesada bolsa a surrar-lhe o braço.

E eis o malabarismo: o motorista do ônibus dava bruscas freadas e arrancadas e ela jamais saiu do seu prumo. E essa equilibrista é apenas um exemplo.

No infeliz período de festas, vê-se com mais frequência a invasão dos malabaristas do asfalto no transporte coletivo da pauliceia. Um dia ainda lhes renderei palmas efusivas

Anderson Passos

Anúncios

2 comentários sobre “Malabares

  1. Não fosse o cachorro quante poderia jar que pegamos o mesmo onibus…rsrs
    Nessa terra precisamos ter habilidade sespeciais, não somente circenses, precisamos, além de ser equilibristas, contorcionistas e malabaristas, ser onipresentes e ter o controle do tempo e espaço afim de chegar na hora certa aos compromissos, mesmo estando a kilometros de distancia e 15 minitos atrasados.
    O mais incrivel, é que com otempo a gente adquire mesmo esses superpoderes.
    bjs

  2. Não fosse o cachorro quante poderia jurar que pegamos o mesmo onibus…rsrs
    Nessa terra precisamos ter habilidades especiais, não somente circenses, precisamos, além de ser equilibristas, contorcionistas e malabaristas, ser onipresentes e ter o controle do tempo e espaço afim de chegar na hora certa aos compromissos, mesmo estando a kilometros de distancia e 15 minutos atrasados.
    O mais incrivel, é que com otempo a gente adquire mesmo esses superpoderes.
    bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s