Joelma

Nesta terça-feira (20/7) conheci um dos lugares mais emblemáticos do centro de São Paulo: o Edifício Joelma. Para quem não é da cidade, o lugar é considerado uma cicatriz da Pauliceia que ainda sangra.

Ali, em fevereiro de 1974, um incêndio de grandes proporções varreu os 25 andares, matando 179 pessoas que, sem alternativa de socorro, saltaram das janelas e do terraço do prédio para a morte.

Passada a tragédia, o prédio foi rebatizado com o nome de Edifício Praça da Bandeira. Mas quem trabalha no lugar, afirma que ouve gritos e vozes das vítimas da tragédia de 1974, em especial à noite.

Bem, estive lá e o que ouvi foram manifestações políticas. Os mais desatentos perguntarão:

– Quê?

Explico: é que o Joelma será a sede do comitê central dos tucanos do PSDB nacional e estadual – bem como de seus aliados – na busca pela vitória nas próximas eleições.

Agora resta saber se o Joelma e suas supostas assombrações vão abençoar ou amaldiçoar os políticos ali instalados.

Anderson Passos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s