Apelo a Jesus Cristo

A noite outonal do último domingo (3/4) caía úmida, levemente chuvosa, mas não necessariamente fria na região da Bento Freitas, centro de São Paulo.

Eu vasculhava a internet me informando dos últimos acontecimentos políticos do final de semana quando, de repente, ouvi gritos de horror quatro andares abaixo, na rua.

Em poucos instantes, a voz gritava por “socorro” e eu podia ouvir o som de um espancamento. Então a vítima emendou.

– Jesus Cristo, socorro!!!!

Eu imagino que um sujeito, ao chegar nesse ponto, deve estar bem lascado e clamando aos céus para que o encontro com aquele que é chamado de “filho do homem” seja adiado.

Com esse apelo, parti à minha janela – posto que episódios de brigas, consumo de drogas, violências de toda ordem são muitos comuns na região – e vi que ao menos cinco travestis surravam um sujeito.

Aparentemente nada grave. O sujeito foi deixado no chão com a camisa meio que em frangalhos. Então ergueu-se e seguiu trôpego na direção da Rêgo Freitas, pólo da prostituição da Pauliceia, entre risos e xingamentos de seus algozes.

Se Cristo o atendeu, não sei dizer.

Anderson Passos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s