Ainda a Virada

Eu cheguei a documentar em vídeo mas, como o fiz em altíssima resolução, não será possível registrar aqui senão em texto o que foi a Virada Cultural para os moradores do número 448 da rua Bento Freitas.

Contei já que no sábado (16/4) pela manhã assisti, entre calafrios, a montagem de um palco. Pois às 23h de sábado DJs começaram a se revezar nas pick ups a um volume vertiginosamente ensurdecedor. Música? Se aquilo é música, meus ouvidos estão destreinados.

Automaticamente ao começo daquela sessão de tortura, eu como que vesti um luto pela minha mãe zeladora Maria José, cuja janela estava colocada de frente para o palco. Ainda não a vi para comentar o assunto mas, se a conheço bem, ela deve estar ainda numa espécie de transe traumático.

Como já escrevi não sou contra a Virada. Acho realmente louvável oferecer o maior número de manifestações artísticas para as pessoas. O diabo é que no domingo (17/4) eu tinha que trabalhar. E é exatamente desse fato que brota o meu protesto à organização do evento pois, na minha opinião, deveria se fazer uma análise dos locais onde há maior concentração de apartamentos residenciais e tirar os palcos desses locais.

Felizmente o palco – que até as 13h, quando saí de casa, ainda regurgitava sons estranhos e dolorosos aos meus ouvidos – não ficava em frente à minha janela. Eu li em algum lugar que, em outros locais, os moradores próximos arremessavam objetos contra o público. Se eu disser que não fiquei tentado a copiá-los estarei mentindo. Me segurei. E, por isso mesmo, conto com a sensibilidade dos organizadores para rever a distribuição dos palcos da Virada no ano que vem.

Anderson Passos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s