Violência na USP

Na noite desta quarta-feira (18/5), um aluno da Faculdade de Economia da Universidade de São Paulo (USP), localizada no Butantã, foi assassinado a tiros em pleno estacionamento do campus pouco antes das 22h.

Ironia das ironias, o pai do garoto disse à rádio CBN que seu filho tinha comprado um carro blindado, temeroso dos sequestros relâmpagos, ocorrência frequente na região. Uma lástima acontecer isso a essa família.

Alguém levantou que a abundância de árvores na região torna o local um barril de pólvora, bem como o livre acesso de veículos que tentam fugir das vias congestionadas da região. Mas isso é o de menos.

Causa espanto mesmo é que o professor Hélio Bicudo tenha se colocado frontalmente contra a presença da PM no campus. Ora, não vivemos mais um regime de exceção. Quantos mais precisarão morrer para que se acorde para a questão da segurança no local?

Se não a PM, que ao menos a USP disponha de uma empresa privada, devidamente armada, para garantir a segurança dos alunos.

Anderson Passos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s