A volta dos que não foram

A frase irônica acima foi dita por um petista, se não me engano o próprio Fernando Haddad. Não sou petista. Sou jornalista, mas penso que odito acima se encaixa com perfeição à manobra do PSDB paulista para ter José Serra entre os pré-candidatos à prévia da legenda, que escolherá o candidato tucano à cadeira hoje ocupada por Gilberto Kassab.

Serra, que sonha ser presidente em 2014, deixa de lado o projeto para tentar retornar à prefeitura de São Paulo, herdada dele mesmo pelo “agora aliado novamente” Kassab.

O ex-governador só entrou na disputa pois que pressionado por todos os lados pelo tucanato que, antes de sua decisão, se via apreensivo com a migração de Kassab para o suposto (ou não) “lado negro da força”, do PT.

Não há dúvida que Serra será aclamado nas prévias e por isso o trato como candidato. Seu desafio será, se eleito, manter-se no cargo até o final do mandato. Eleito prefeito da capital paulista em 2004, o tucano deixou o cargo no ano seguinte – mesmo tendo se comprometido e não fazê-lo – e elegeu-se governador em 2006.

A decisão de Serra traz como consequência uma evidência ainda maior do nome de Aécio Neves para a disputa presidencial em 2014. Resta saber se Serra, se eleito em São Paulo, terá disposição para duas batalhas: deixar a prefeitura sem prejuízos à sua imagem e bater de frente com o senador mineiro como o nome mais viável da oposição para a disputa ao Planalto.

Anderson Passos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s