Audiência estranha outra vez

Sempre digo que tenho, regularmente, não mais do que dez valiosíssimos leitores.

No entanto, há dois dias, o blog bateu seu recorde de acessos.O pico foi na última segunda-feira (27/2) com 241 visitas. Um absurdo diante dos padrões normais. Nesta terça (28/2) foram outros 134 cliques.

Então corri aos termos pesquisados no blog por esses leitores e eis que os termos eram estes: “audiência Aldo Bertoni”.

O sujeito em questão é acusado de molestar sexualmente suas fiéis. Um belo dia escrevi aqui, depois de assistir a uma reportagem sobre o assunto na TV Record – foi a última vez que zapeei pelo canal – sobre o método usado pela Igreja Universal do Reino de Deus para esculhambar seu adversário. Métodos que ela mesmo condenara quando a Globo filmou as encenações de descarrego protagonizados pelo senhor Edir Macedo.

Na certa esses cliques buscam que eu defenda Aldo Bertoni, mesmo que in passant. Bastou eu escrever sobre o assunto para a seita do acusado usar um texto de minha autoria em defesa do suposto estuprador.

Donde repito o que disse à época: não vão levar defesa coisa nenhuma. Daqui só vai ter porradaria. Não esperem desse canal qualquer sinal de liberdade religiosa. É exatamente essa liberdade de credo que, penso eu, ferra a vida de um monte de gente miserável que pode ficar até sem comer, mas não pode deixar de passar o seu quinhão para o bispo da hora pois que deus é sim um ser vingativo, cruel, sanguinolento. Esse deus eu não temo, aliás. Como não acredito em nenhum deus que não o da minha consciência.

Ponto dois: aqui não há defesa de quem quer que seja, senão de minhas ideias.

Item três e talvez o mais importante: acredito que esses pastores neo-pentecostais, na íntegra, deviam fazer curso de canário na cadeia por charlatanismo e outros crimes como evasão de divisas – o envio do chamado dízimo para contas bancárias em paraísos fiscais no exterior.

Dito isto, espero não precisar desenhar o que vai acontecer se um texto meu voltar a ser usado indiscriminadamente em defesa dessas quadrilhas que roubam em nome da fé cega alheia.

Anderson Passos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s