Outro ângulo de São Paulo (Final)

Ingressei no Minhocão pelo acesso da Consolação e, já nos primeiros metros, com o sol ainda escondido sobre as nuvens, vi alguns moradores em suas janelas. Todos, quando observados, ou cerraram suas janelas ou se esconderam atrás de cortinas. Apenas um fumava, com a janela a cobrir-lhe o rosto.

Sem demora, ainda e sempre do alto, vi uma feira livre estupenda, com destaque para os pescados, na altura da Igreja de Santa Cecília. Avançando mais em direção à zona leste, flagrei então um cachorro na janela a observar – com certa inveja – os dezenas de colegas que passeavam com seus donos.

Caminhando no Minhocão descobri que a chique Avenida Angélica cruza por debaixo do elevado e segue adiante. Se continua chique, já não posso dizer, mas hei de conferir um dia.

Na minha andança cheguei a lamentar, por um momento, que ladeira como a da Consolação, que faz suar em bicas, não estava ali pois que eu não via resultado prático da minha caminhada.

De repente, comecei a verter água como nunca. É que ao longe vi a torre da TV Record, do cretino do Edir Macedo. Vendo o símbolo olímpico no alto da mesma, dei meia volta. Quarenta minutos depois, com direito a vistas diferentes do prédio do Banespa e do Copan, vizinho inseperável, estava em casa e convencido de que o Minhocão propicia, menos por sua beleza e mais pelo caráter de unir a comunidade, é sim um belo passeio.

Anderson Passos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s