The drugs don’t work

Como faço a cada mês, fui nessa semana à minha neurologista. E, se um dia comemorei aqui progressos, tratei de esquecê-los pois que assisti, nos meus últimos dias, os tremores voltaram com “entusiasmo” e, alguém que me veja lavorando dirá algo como “Anderson Passos, o repórter em pleno estado vibracall”.

A descrição é “boa” pois que os músculos da face travam, a dicção se complica, mãos e pernas já não mais se contêm e ameaçam não me manter em pé por conta de dores musculares terríveis, sem que eu fizesse esforço maior para tê-las como companhia.

O resultado é que saí do consultório com um monte de novas receitas e novos medicamentos. A seguir, conto os resultados. Se me coordenar o suficiente para teclar aqui.

Anderson Passos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s