Feriado? Pra quem, cara pálida? (2)

Eram quatro da manhã da sexta-feira (8/6) quando resolvi que ia dormir. Antes disso, lá pelas duas, uma gritaria na rua me levou à janela. Aparentemente um travesti tentara roubar um pingente de uma mulher acompanhada.

Eis que o casal imobilizou o travesti e começou uma surra épica. Então outro sujeito, também profissional do sexo, que atuava por ali aproximou-se. Já sem seus calçados de salto alto, ele investiu contra o casal. Cerrei a janela e deixei que a “seleção natural” se impusesse.

Bem, mas eu disse que fui dormir às 4h. Fui despertado às 8h e conto no próximo post a razão.

Anderson Passos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s