Invaders (2)

De repente, estávamos à mesa numa noite surpreendentemente fria no restaurante japonês que sempre nos acolhe na Avenida São Luiz, centrão da pauliceia.

O colega que outro dia perdeu a bolsa num sequestro inusitado aqui relatado, Marcel Andrade Paulo, somou-se a nós. E, como a noite avançasse, e um jovem colega (Bruno Cirillo) ainda não tivesse entregue seu texto na redação ali próxima, para a seguir, se juntar a nós, fez os sobreviventes matutarem se ele vinha ou não.

Bate o sinal das 23h, acho, e o garçom informa que o restaurante vai fechar. Nisso Cirillo e Davi Brandão chegaram vindos da redação. Donde sapequei o convite irresponsável:

– Vamos ali pra casa. Achemos um supermercado!

E lá fomos nós.

Anderson Passos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s