Pit Stop

Outro dia entrei em casa e, sob a minha porta, um envelope dos correios me surpreendia. Pensei até que pudesse ser uma carta da mama. Mas nem por isso deixou de ser grata surpresa.

O envelope vinha recheado pelo jornal Pit Stop, dedicado ao automobilismo e nele estão contempladas todas as categorias nacionais e grande parte, das internacionais inclua-se a Nascar americana ou a Fórmula 1. O projeto é do meu mestre soberano e incansável Paulo Torino.

O jornal impressiona não só pelo conteúdo, com fotos espetaculares – o que todo documento sobre automobilismo deve primar – mas pelo expressivo número de anunciantes.

Corri os olhos dedicadamente pelas páginas quando, chegando à página 24, encontrei uma matéria assinada pelo mestre onde ele se perguntava onde estava o público que simplesmente foi decepcionante quando da passagem do Mundial de Endurance, por Interlagos.

A maior homenagem estava naquelas linhas quando o mestre registrou minha opinião sobre o evento, a de que os preços eram demasiado altos, daí a fuga de espectadores.

Escrevo esse texto, claro, em tributo ao mestre, que hoje completa mais um ano de vida, de sabedoria, de empreendimento, de luta, de jornalismo. Escrevo para parabenizá-lo, agradecê-lo, louvá-lo, como todo aprendiz deve humildemente fazer aos seus mestre. Breve vou a Porto Alegre onde espero agradecê-lo com todo o meu entusiasmo ao vivo e em cores.

Grazzie mestre soberano, Paulo Torino!!!

Anderson Passos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s