Cerimônia de posse (1)

No final de semana que passou fui apanhar a bicicleta que me foi doada pelo meu irmão Everson Passos. A mesma ganhou o apelido de Flecha Prateada dado que o quadro da mesma é revestido de alumínio.

Ao tentar subir na mesma, foi uma briga porque minha coordenação motora não anda lá essas coisas. Mas o fato é que subi, rodei um pouco ono pátio da vila onde meu irmão mora e eis que a dificuldade foi imensa para manter o equilíbrio. Fazia realmente muitos anos, talvez mais de dez, que eu não encarava uma bicicleta.

Decidimos então ir a uma oficina próxima para calibrar os pneus. Ficava, creio, a uns 500 metros da casa dele. Rodei esse percurso e, em várias oportunidades, seja por conta de pedestres que se aproximavam seja pelo piso deficiente, beirei o tombo descomunal.

Calibrados os pneus, meu irmão sugeriu a compra de um capacete. Uma obsessão dele, aliás. Os preços variavam de R$ 40 a R$ 90 e eu não toquei nos meus bolsos. Saindo da loja, meu irmão reagiu assim quando propus ir embora de bicicleta para minha casa, na região central.

– Nem fodendo. Vai de metrô.

E só fui porque ele me escoltou praticamente até a estação.

Essa saga continua.

Anderson Passos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s