Cerimônia de posse (final)

A consolidação da posse da Flecha Prateada deu-se no domingo, quando rodei por mais de uma hora pelas ciclovias da região central.

Primeiro, fui até o Elevado Costa e Silva, o famoso Minhocão, onde percorri o trecho Consolação-Largo Padre Péricles – em Perdizes por três vezes.

Em dado momento cruzei com um sujeito que aqui vou chamar de Jamelão dada a semelhança com o intérprete da Estação Primeira de Mangueira. Devia estar na casa dos 60 e vi que pedalava firme com sua magrela.

Até que, em dado momento, Jamelão salta da bicicleta e acende um cigarro.

– Hora da calmaria – justifica ele.

A seguir, rodei pelo centro velho e, quando cheguei em frente ao Teatro Municipal, uma chuva leve começou e foi embora. Voltei para casa levemente extenuado após uma 1h30min rodando sem pausa. E, enquanto escrevo esse post, aguardo pela chuva pra valer para voltar à rua com a Flecha Prateada novamente.

Anderson Passos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s