Solidariedade rara (1)

Como atleta, sempre gostei do argentino Barcos. Jogaria fácil no meu Fluminense, ainda que fosse um pega pra capar a busca pela titularidade com Fred. Mas não é o futebol que vem ao caso.

Dia desses, uma pequena torcedora do Grêmio, Gabrieli Van Oudheusden Medeiros, de apenas 3 anos e, tristemente diagnosticada com leucemia, ficou conhecida pelo País afora ao vestir, no leito do Hospital Universitário de Santa Maria (RS), a camisa do clube do coração e comemorar, a la Barcos, como o pirata artilheiro, um gol imaginário. A pequena guerreira só queria uma coisa: a visita do avante.

E eis que o craque, de grande coração e sem nenhum alarde, foi até a pequena e, de ver a imagem, meu coração ficou em festa. E, felizmente, ainda haveria mais.

Anderson Passos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s