Aqui Sampa

Aqui se toca fogo no mato e no dentista
Aqui se manda brasa no negro favelado e pobre
Aqui o amor em oferta em cada esquina do centro
Aqui o verdadeiro amor foi estirpado e jogado no valão
Tal qual o braço do trabalhador atropelado e amputado
Aqui mulher teme frequentemente o estupro
O homem o assalto
As águas turvas da violência rondam os governantes
E estes só fazem elogiar a polícia
Como se elogio pagasse salário ou a vida do PM ou policial que morre
Enfim, aqui São Paulo
E só se foram cinco anos
E já estou tão cansado
E escrevendo esse texto não só em protesto

Anderson Passos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s