O gaúcho “civilizado”

Se um dia o historiador e sociólogo Sérgio Buarque de Hollanda cravou em Raízes do Brasil que o brasileiro é cordial, eu proponho começar a repensar a tese.

O final de semana que passou é uma evidência de que a gauchada – que em geral se acha acima do céu e da terra e, não raro, reconhece até a possibilidade de não se dizer brasileiro – parece, novamente, estar a frente do seu tempo.

Durante o Grenal sediado na suntuosa Arena do Grêmio, pode-se ver colorados comportando-se como bugios em guerra. A diferença é que os bugios – uma espécie de macaco – arremessam contra seus adversários os dejetos que produzem. Os colorados em questão, preferiram cagar nas cadeiras do estádio.

Não muito longe dali, na estação do Trensurb – o metrô mais legal do mundo, diz a gauchada – houve um tremendo quebra quebra com danos a estações pelas duas torcidas monumentais.

Resolvido: vou poupar Sérgio Buarque de Hollanda e manter a tese da cordialidade do brasileiro. Porque, afinal de contas, ela não serve aos gaúchos. E olha que eu nasci naquela bagaça.

Anderson Passos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s